Conclusão é que percurso no drone não altera amostras de sangue.

 

  Um estudo demonstrou que é possível transportar amostras de sangue em drones pequenos para a realização de exames sem alterar a qualidade da amostra. A estratégia pode ajudar a tornar exames de rotina mais acessíveis em regiões isoladas, com pouco acesso por estrada, por exemplo.

  A pesquisa que chegou a essa conclusão - feita pela Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos - foi publicada na revista científica "PLOS ONE" nesta quarta-feira (29).

  O que os cientistas queriam avaliar era se as amostras não perdem a qualidade depois de jornadas de até 40 minutos a bordo do drone. Além do tempo do percurso, preocupava os pesquisadores a aceleração no lançamento do veículo e o impacto quando o drone pousa em seu destino.

  "Tais movimentos poderiam destruir células do sangue ou fazer com que o sangue coagulasse, então eu pensava que todo o tipo de teste de sangue poderia ser afetado, mas nosso estudo mostra que eles não foram afetados e isso foi legal", disse o médico patologista Timothy Amukele, da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins.

  Os pesquisadores coletaram 6 amostras de sangue de cada um dos 56 voluntários recrutados para o experimento. Parte das amostras foi submetida a um voo de drone com duração de cerca de 40 minutos até o laboratório e a outra parte foi levada de carro.

  As amostras passaram por uma bateria de 33 exames de laboratório. A comparação entre os resultados obtidos nas amostras que passaram pelo drone e nas amostras que foram de carro mostrou que não houve diferença.

Projeto piloto na África

  Os resultados devem levar ao desenvolvimento de um projeto piloto na África, onde os laboratórios muitas vezes ficam a muitos quilômetros de distância das comunidades."Um drone pode percorrer 100 km em 40 minutos", diz Amukele.

  "Eles são mais baratos que motocicletas e não estão sujeitos a atrasos relativos ao trânsito, e a tecnologia já existe para o drone ser programado para ir voltar para a 'casa', com algumas coordenadas de GPS, como um pombo-correio."

Fonte: G1

Mais Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
Professora e estagiária são filmadas ao colocar alunos dentro de saco de lixo em Restinga, SP;

Professora e estagiária são fi…

 Mães foram à polícia após filhos de 3 e 4...

Restaurantes em favelas de SP atraem clientela de shoppings de luxo vizinhos

Restaurantes em favelas de SP …

 A crise financeira afeta a alimentação de...

Homem e mulher são executados a tiros e criança de 4 anos baleada em Assu, RN

Homem e mulher são executados …

 Crime aconteceu na madrugada desta quarta...

Dois homens e uma mulher são mortos a tiros em Santo Antônio, RN

Dois homens e uma mulher são m…

 Triplo homicídio aconteceu na noite desta...

RN: 20 agentes de segurança foram assassinados em 2017

RN: 20 agentes de segurança fo…

 Desse total, 17 foram policiais militares

Mulher é encontrada morta em Canguaretama

Mulher é encontrada morta em C…

 A vítima foi identifica apenas por "Sandrinha"...

Soldado da PM é baleado e morre após deixar partida de futebol em Natal

Soldado da PM é baleado e morr…

 Crime aconteceu na noite desta sexta (10)...

Três suspeitos morrem em confronto com a PM no interior do RN

Três suspeitos morrem em confr…

 Caso aconteceu na manhã deste sábado (11)...

Henrique Alves chora em depoimento e diz que abriu conta no exterior por orientação de Eduardo Cunha

Henrique Alves chora em depoim…

 Alves disse que conta serviu para contorn...

Hot topics

Follow us