Conclusão é que percurso no drone não altera amostras de sangue.

 

  Um estudo demonstrou que é possível transportar amostras de sangue em drones pequenos para a realização de exames sem alterar a qualidade da amostra. A estratégia pode ajudar a tornar exames de rotina mais acessíveis em regiões isoladas, com pouco acesso por estrada, por exemplo.

  A pesquisa que chegou a essa conclusão - feita pela Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos - foi publicada na revista científica "PLOS ONE" nesta quarta-feira (29).

  O que os cientistas queriam avaliar era se as amostras não perdem a qualidade depois de jornadas de até 40 minutos a bordo do drone. Além do tempo do percurso, preocupava os pesquisadores a aceleração no lançamento do veículo e o impacto quando o drone pousa em seu destino.

  "Tais movimentos poderiam destruir células do sangue ou fazer com que o sangue coagulasse, então eu pensava que todo o tipo de teste de sangue poderia ser afetado, mas nosso estudo mostra que eles não foram afetados e isso foi legal", disse o médico patologista Timothy Amukele, da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins.

  Os pesquisadores coletaram 6 amostras de sangue de cada um dos 56 voluntários recrutados para o experimento. Parte das amostras foi submetida a um voo de drone com duração de cerca de 40 minutos até o laboratório e a outra parte foi levada de carro.

  As amostras passaram por uma bateria de 33 exames de laboratório. A comparação entre os resultados obtidos nas amostras que passaram pelo drone e nas amostras que foram de carro mostrou que não houve diferença.

Projeto piloto na África

  Os resultados devem levar ao desenvolvimento de um projeto piloto na África, onde os laboratórios muitas vezes ficam a muitos quilômetros de distância das comunidades."Um drone pode percorrer 100 km em 40 minutos", diz Amukele.

  "Eles são mais baratos que motocicletas e não estão sujeitos a atrasos relativos ao trânsito, e a tecnologia já existe para o drone ser programado para ir voltar para a 'casa', com algumas coordenadas de GPS, como um pombo-correio."

Fonte: G1

Mais Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
Câmara do Rio discute impeachment de Crivella nesta quinta-feira

Câmara do Rio discute impeachm…

 Sessão extraordinária suspende recesso pa...

Congresso conclui votação da LDO e derruba proibição a reajuste para servidores em 2019

Congresso conclui votação da L…

 Proibição estava prevista no texto-base d...

Bandidos explodem banco, incendeiam três carros e bloqueiam acessos a Macaíba, na Grande Natal

Bandidos explodem banco, incen…

 Crime aconteceu na madrugada desta quinta...

Gato ajuda a encontrar recém-nascida deixada ao lado de bueiro em Nossa Senhora da Apresentação

Gato ajuda a encontrar recém-n…

 A criança estava dentro de sacos plástico...

Jovem é assassinada no dia do próprio aniversário na zona Oeste

Jovem é assassinada no dia do …

 Josana Kelly ainda foi perseguida antes d...

TCE determina exoneração de 1.124 cargos comissionados da Assembleia Legislativa do RN

TCE determina exoneração de 1.…

 Outras 19 medidas foram aprovadas pela Co...

TJ bloqueia R$ 4,9 milhões da Prefeitura de Natal para pagamento de precatórios

TJ bloqueia R$ 4,9 milhões da …

 Valores devem ser transferidos para a con...

Caso Vitória: Polícia Civil diz que menina foi morta por engano por dívida de R$ 7 mil

Caso Vitória: Polícia Civil di…

 Homem afirmou que devia dinheiro para um ...

Só jogão! Quartas terão Neymar x Hazard, Suárez x Mbappé... Saiba dias e horários

Só jogão! Quartas terão Neymar…

 Duelo Uruguai x França abre antepenúltima...

Hot topics

Follow us