Conclusão é que percurso no drone não altera amostras de sangue.

 

  Um estudo demonstrou que é possível transportar amostras de sangue em drones pequenos para a realização de exames sem alterar a qualidade da amostra. A estratégia pode ajudar a tornar exames de rotina mais acessíveis em regiões isoladas, com pouco acesso por estrada, por exemplo.

  A pesquisa que chegou a essa conclusão - feita pela Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos - foi publicada na revista científica "PLOS ONE" nesta quarta-feira (29).

  O que os cientistas queriam avaliar era se as amostras não perdem a qualidade depois de jornadas de até 40 minutos a bordo do drone. Além do tempo do percurso, preocupava os pesquisadores a aceleração no lançamento do veículo e o impacto quando o drone pousa em seu destino.

  "Tais movimentos poderiam destruir células do sangue ou fazer com que o sangue coagulasse, então eu pensava que todo o tipo de teste de sangue poderia ser afetado, mas nosso estudo mostra que eles não foram afetados e isso foi legal", disse o médico patologista Timothy Amukele, da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins.

  Os pesquisadores coletaram 6 amostras de sangue de cada um dos 56 voluntários recrutados para o experimento. Parte das amostras foi submetida a um voo de drone com duração de cerca de 40 minutos até o laboratório e a outra parte foi levada de carro.

  As amostras passaram por uma bateria de 33 exames de laboratório. A comparação entre os resultados obtidos nas amostras que passaram pelo drone e nas amostras que foram de carro mostrou que não houve diferença.

Projeto piloto na África

  Os resultados devem levar ao desenvolvimento de um projeto piloto na África, onde os laboratórios muitas vezes ficam a muitos quilômetros de distância das comunidades."Um drone pode percorrer 100 km em 40 minutos", diz Amukele.

  "Eles são mais baratos que motocicletas e não estão sujeitos a atrasos relativos ao trânsito, e a tecnologia já existe para o drone ser programado para ir voltar para a 'casa', com algumas coordenadas de GPS, como um pombo-correio."

Fonte: G1

Mais Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
Novacruzense maratonista sobe ao pódio em corrida de Genipabu.

Novacruzense maratonista sobe …

 Fofo, conquista a 2ª colocação e adiciona...

Prefeito participa de procissão alusiva à São Sebastião

Prefeito participa de procissã…

 Prefeito Flávio César Nogueira participa ...

Prefeito faz visita surpresa ao Hospital Municipal Monsenhor Pedro Moura

Prefeito faz visita surpresa a…

 A iniciativa teve como objetivo conhecer ...

Em reunião, comissão e dirigentes se entendem e chegam a um acordo.

Em reunião, comissão e dirigen…

 Jogos das oitavas do Campeonato Municipal...

Após matar e enterrar esposa em casa, homem sai para jogar futebol no interior potiguar, diz PM

Após matar e enterrar esposa e…

 Segundo a polícia, homem confessou crime ...

Eclipse com 'superlua' será visível em todo o Brasil; próximo no país será em 2022

Eclipse com 'superlua' será vi…

 Fenômeno será registrado na madrugada de ...

Atual equipe da Secretaria da Juventude, Esporte, Cultura e Lazer, é apresentada ao Prefeito Flávio de Beroi.

Atual equipe da Secretaria da …

 Criatividade, dedicação e vontade de dar ...

Secretários municipais participam da campanha de doação de medula óssea em Nova Cruz

Secretários municipais partici…

   O secretário chefe de gabinete...

Crianças de Nova Cruz têm o incentivo da prefeitura para aprender a jogar futebol.

Crianças de Nova Cruz têm o in…

 O projeto “Escolinha de Futebol Formando ...

Hot topics

Follow us