Filho de Bolsonaro diz que não está decidido se Direitos Humanos seguirá como ministério

 "Nem está decidido se realmente vai ter esse ministério"

 

 O senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ) disse nesta segunda-feira, em entrevista à GloboNews, que o presidente eleito Jair Bolsonaro ainda não bateu o martelo a respeito do destino da pasta de Direitos Humanos.

 "Nem está decidido se realmente vai ter esse ministério", disse.

 Ele afirmou que, pessoalmente, é a favor da pasta para mostrar que o governo Bolsonaro terá uma marca importante na área, mas defendeu uma atuação com "outra vertente".

 Na avaliação de Flávio Bolsonaro, assim como o Meio Ambiente, a pasta de Direitos Humanos precisa de um "redirecionamento".

 Ele confirmou o nome de Damares Alves, assessora do senador Magno Malta (PR-ES), como nome cotado para os Direitos Humanos, se Bolsonaro decidir manter a pasta.

 No Meio Ambiente, o senador eleito disse que o pai está "demorando" para escolher o novo ministro, mas afirmou que existem pelo menos três nomes cotados. Entre eles, citou o nome do agrônomo Xico Graziano. Flavio disse que a definição pode sair nesta semana.

 Ele rechaçou críticas de que o governo eleito seja contra o meio ambiente. "Não é uma questão menor para a gente, pelo contrário. Mas a estrutura está totalmente aparelhada pela ideologia, pela esquerda", defendeu.

 O senador eleito afirmou que decretos do pai deverão ser assinados na área para desburocratizar a questão ambiental para permitir exploração para investimentos. Segundo ele, sempre preservando o meio ambiente.

Senado

 No Senado, Flavio prometeu uma forte atuação na área de segurança pública. Disse que sua equipe já estuda um pacote para fazer mudanças legislativas para endurecer penas, por exemplo, e no combate à violência.

 Sobre o projeto conhecido como Escola Sem Partido, disse que, em uma escala de 0 a 10, a prioridade para aprová-lo será 10.

 Ele aproveitou para criticar a eventual candidatura de Renan Calheiros (MDB) à presidência do Senado, e destacou outros nomes para o comando da Casa- como o nome do senador eleito Espiridião Amin, do PP de Santa Catarina.

 

Fonte: G1

Mais Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
'Poder popular não precisa mais de intermediação', diz Bolsonaro no discurso da diplomação

'Poder popular não precisa mai…

 No discurso, Bolsonaro elogiou Justiça El...

Filho de Bolsonaro diz que não está decidido se Direitos Humanos seguirá como ministério

Filho de Bolsonaro diz que não…

 "Nem está decidido se realmente vai ter e...

Segunda Turma do STF decide nesta terça-feira se concede liberdade a Lula

Segunda Turma do STF decide ne…

 Defesa do ex-presidente apresentou novo p...

Árvore e Natal de Mirassol é acesa com programação cultural

Árvore e Natal de Mirassol é a…

 Com 112 metros de altura, estrutura tem c...

Guarda municipal e mulher são baleados em tentativa de assalto no litoral Sul do RN

Guarda municipal e mulher são …

 Crime aconteceu em Pirangi do Sul, nesta ...

Comerciante é assassinado a tiros na Zona Norte de Natal

Comerciante é assassinado a ti…

 Crime aconteceu na noite desta segunda-fe...

Robinson Faria é condenado por conduta vedada durante as eleições 2018 no RN

Robinson Faria é condenado por…

 Governador terá que pagar multa de R$ 7.5...

Marília Mendonça faz show surpresa em Natal

Marília Mendonça faz show surp…

 Cantora chegou à capital potiguar com a a...

Polícia Civil prende suspeito de matar mulher com tiros no rosto em Macaíba, RN

Polícia Civil prende suspeito …

 Crime aconteceu no dia 17 de setembro. Ví...

Hot topics

Follow us