Tribunal transforma em prisão preventiva alvos da Operação Furna da Onça

 Nove deputados da Alerj e outros investigados vão continuar presos. Solto, um parlamentar está proibido de frequentar a Casa.

 

 

 O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) atendeu nesta segunda-feira (12) a pedido do Ministério Público Federal (MPF)e manteve detidos, agora em prisão preventiva, 14 investigados na Operação Furna da Onça, desdobramento da Lava Jato no Rio deflagrada no último dia 8. A ação prendeu 22 pessoas temporariamente na investigação do 'mensalinho' da Alerj.

 Segundo o Ministério Público Federal, o esquema movimentou R$ 54 milhões em pagamentos para que deputados votassem com o governo na Alerj. Distribuição de cargos no Detran também era uma forma de "agradar" parlamentares, que traziam consigo apoio político em suas bases.

Conversão em prisão preventiva

 Deputados André Correa (DEM), Chiquinho da Mangueira (PSC), Coronel Jairo (MDB), Luiz Martins (PDT), Marcos Abrahão (Avante) e Marcus Vinicius "Neskau" (PTB);

 Affonso Henrique Monnerat, secretário de Governo;

 O vereador Daniel Martins (PDT);

 Carla Adriana Pereira, diretora de Registros do Detran;

 Assessores Andreia Cardoso do Nascimento, Fabio Cardoso do Nascimento, José Antonio Wermelinger Machado, Leonardo Mendonça Andrade e Magno Cezar Motta.

Manutenção da prisão preventiva

 Edson Albertassi (MDB), Jorge Picciani (MDB) e Paulo Melo (MDB): suspensão do exercício da função pública;

 Alcione Chaffin Andrade Fabri, chefe de gabinete e operadora financeira de Marcos Abrahão: proibição do exercício da função pública;

 Jorge Luis de Oliveira Fernandes, assessor e operador financeiro de Coronel Jairo: proibição do exercício da função pública;

 Leonardo Silva Jacob, presidente recém-exonerado do Detran;

 Shirlei Aparecida Martins da Silva, recém-exonerada do cargo de subsecretária na Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social.

 O objetivo do pedido, segundo o MPF, é “impedir que os investigados possam continuar praticando crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa”.

 Para os procuradores, “o exercício do mandato dos deputados e dos demais investigados em suas funções públicas é também um risco para a obtenção de provas”.

 O documento cita deputados presos e outros investigados, considerando a gravidade dos crimes praticados e as tentativas de destruir provas. A investigação é também conduzida pela Polícia Federal (PF) e a Receita Federal (RF).

 Para o MPF, a prisão preventiva de 18 dos 22 alvos é a melhor medida para impedir prejuízos ao andamento da investigação, já que houve indícios de que alguns investigados tiveram acesso a informações da operação antes de ela começar, o que pode ter prejudicado perdas no cumprimento dos mandados de busca e apreensão.

 

Fonte: G1

Mais Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
'Poder popular não precisa mais de intermediação', diz Bolsonaro no discurso da diplomação

'Poder popular não precisa mai…

 No discurso, Bolsonaro elogiou Justiça El...

Filho de Bolsonaro diz que não está decidido se Direitos Humanos seguirá como ministério

Filho de Bolsonaro diz que não…

 "Nem está decidido se realmente vai ter e...

Segunda Turma do STF decide nesta terça-feira se concede liberdade a Lula

Segunda Turma do STF decide ne…

 Defesa do ex-presidente apresentou novo p...

Árvore e Natal de Mirassol é acesa com programação cultural

Árvore e Natal de Mirassol é a…

 Com 112 metros de altura, estrutura tem c...

Guarda municipal e mulher são baleados em tentativa de assalto no litoral Sul do RN

Guarda municipal e mulher são …

 Crime aconteceu em Pirangi do Sul, nesta ...

Comerciante é assassinado a tiros na Zona Norte de Natal

Comerciante é assassinado a ti…

 Crime aconteceu na noite desta segunda-fe...

Robinson Faria é condenado por conduta vedada durante as eleições 2018 no RN

Robinson Faria é condenado por…

 Governador terá que pagar multa de R$ 7.5...

Marília Mendonça faz show surpresa em Natal

Marília Mendonça faz show surp…

 Cantora chegou à capital potiguar com a a...

Polícia Civil prende suspeito de matar mulher com tiros no rosto em Macaíba, RN

Polícia Civil prende suspeito …

 Crime aconteceu no dia 17 de setembro. Ví...

Hot topics

Follow us