Capitão Styvenson (Rede) e Dra. Zenaide (PHS) são eleitos senadores pelo RN

 Styvenson Valentim despontava desde o início das eleições como favorito nas pesquisas.

 

 O Rio Grande do Norte elegeu o capitão Styvenson Valentim (Rede) e a Dra. Zenaide Maia (PHS) para o Senado Federal. 

 Neste ano o eleitor escolheu dois candidatos ao Senado porque o mandato é de oito anos, mas as eleições ocorrem de quatro em quatro anos. Assim, a cada eleição, a Casa renova, alternadamente, um terço e dois terços de suas 81 cadeiras. Neste ano, 54 vagas estavam em disputa no país.

 Styvenson Valentim despontava desde o início das eleições como favorito nas pesquisas. Ele era seguido por Zenaide Maia, que dividia a segunda colocação com Garibaldi Alves Filho (MDB) e Geraldo Melo (PSDB).

 Eann Styvenson Valentim Mendes tem 41 anos e é capitão da Polícia Militar do Rio Grande do Norte desde 2003. No ano de 2009, entrou para o Comando de Polícia Rodoviária Estadual (CPRE). Entre os anos de 2012 e 2016, ele ficou conhecido pelo rigor na coordenação da Operação Lei Seca. Mais recentemente, o capitão Styvenson atuou na Zona Oeste de Natal, com a segurança escolar.

 Zenaide Maia Calado Pereira dos Santos tem 64 anos e é deputada federal do Rio Grande do Norte. Ela é médica formada pela Universidade Federal do RN e deu início a vida pública como secretária de saúde de São Gonçalo do Amarante, onde atuou durante dois mandatos. Na Câmara Federal participou das comissões da Mulher, das Pessoas com Deficiência, da Seguridade Social e Família, dentre outras. é a primeira vez que tenta vaga no Senado Federal.

Garibaldi de fora

 Garibaldi Alves Filho (MDB), de 71 anos, não foi reeleito. Ele ocupava uma cadeira no Senado desde 1° de fevereiro de 2003 e foi presidente da casa e do Congresso Nacional entre dezembro de 2007 e fevereiro de 2009. Garibaldi ingressou na vida pública em 1966, quando assumiu a chefia da Casa Civil de Natal, na gestão de Agnelo Alves. Ele foi deputado estadual entre 1971 e 1986, prefeito de Natal entre 1986 e 1989 e governador do RN entre 1995 e 2002.

 Ao todo, 16 candidatos disputaram as duas cadeiras do Rio Grande do Norte no Senado. A candidatura de Jurandir Marinho (PRTB) foi impugnada pela Justiça Eleitoral e, por isso, os votos dele não foram computados.

 

Fonte: G1/RN

Mais Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
Mais de 100 aeronaves e 14 países participam de exercícios de guerra em Natal; veja fotos

Mais de 100 aeronaves e 14 paí…

  Esta é a 8ª edição do Exercício Cruzeiro...

É 'desumano' dar aos mais pobres atendimento sem 'garantia', diz Bolsonaro sobre cubanos

É 'desumano' dar aos mais pobr…

 Presidente eleito voltou a criticar regra...

Quatro freiras sobrevivem a capotamento de carro na BR-427, no RN

Quatro freiras sobrevivem a ca…

 Segundo a PRF, acidente aconteceu na manh...

'Duvidam da nossa formação', diz médico cubano que revalidou diploma no Brasil

'Duvidam da nossa formação', d…

 Osmany Garbey Charadan, de 37 anos, casou...

Corpo de mototaxista é encontrado em mata na Grande Natal

Corpo de mototaxista é encontr…

 Corpo foi achado em Goianinha e suspeita ...

Número de desaparecidos em incêndio no norte na Califórnia passa de 600

Número de desaparecidos em inc…

 Maior parte dos desaparecidos é formada p...

Presos há um ano, deputados custam R$ 6,6 milhões e Alerj nunca discutiu cassação

Presos há um ano, deputados cu…

 Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albert...

Inscrições para concurso da Controladoria Geral do RN são abertas

Inscrições para concurso da Co…

 Prazo começa nesta terça-feira (13) e se ...

Candidato a prefeito em eleição suplementar no RN tem carro atingido por tiros

Candidato a prefeito em eleiçã…

 Crime aconteceu na noite desta segunda (1...

Hot topics

Follow us