Cosern faz fiscalização para combater 'gatos' e recupera energia elétrica suficiente para abastecer uma cidade

 Ação continua e até agora já foram constatadas 3.200 irregularidades.

 

 A Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) deflagrou uma operação para combater os gatos de energia elétrica no comércio e indústria potiguar. Segundo a Cosern, 28 mil mercadinhos, hotéis, pousadas, fábricas de gelo, salões de beleza e outros tipos de estabelecimentos já foram inspecionados remotamente em todo estado e até agora já foram constatadas 3.200 irregularidades.

 No total, os empresários e comerciantes tinham conseguido desviar nos últimos quatro meses cerca de 10 GWh de energia, quantidade suficiente para atender um município com mais de 30 mil unidades consumidoras durante um mês, como, por exemplo Macaíba, na Região Metropolitana de Natal.

 Batizada de “Varredura”, a ação fez um pente fino em Pipa, São Miguel do Gostoso, Barra de Cunhaú, Baía Formosa e Caicó. Neste momento, a operação da Cosern está investigando clientes da Grande Natal com histórico de consumo elevado que, repentinamente, tiveram o valor da conta reduzido sem justificativa. Nos próximos dias, a operação “Varredura” vai chegar a outras regiões do estado e continuará sendo feita naquelas cidades nas quais as equipes da Cosern já passaram.

 Ao ser constatada a irregularidade, o eletrotraficante é notificado e a Cosern cobra, além do consumo do período em que foi constatada a fraude, uma multa determinada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

 Financeiramente, os desvios identificados nos últimos quatro meses e recuperados pela Companhia Energética até agora na operação “Varredura” são da ordem aproximada de R$ 4 milhões. Caso não fosse identificado, esse prejuízo seria dividido por todos os consumidores na hora do reajuste tarifário homologado pela Aneel anualmente.

 Por isso, a Cosern reforça o apelo para que a população denuncie, de forma anônima e gratuita, pelo site ou pelo telefone 116, os desvios de energia elétrica.

 A Cosern lembra que o “gato” de energia elétrica é crime, previsto no artigo 155 do Código Penal, provoca perturbações no fornecimento de energia e a pena pode chegar a quatro anos de prisão. Além de crime, o furto representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo.

 

Fonte: G1/RN

Mais Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
É #FAKE que pesquisa atual mostre popularidade recorde de Lula

É #FAKE que pesquisa atual mos…

 Dados sobre aprovação do ex-presidente sã...

Bombeiros filmam raro tornado de fogo na Inglaterra

Bombeiros filmam raro tornado …

 Fenômeno ocorre quando ar frio entra no t...

Dias Toffoli é eleito presidente do Supremo Tribunal Federal

Dias Toffoli é eleito presiden…

 Ministro sucederá a atual presidente, Cár...

Barreiras itinerantes impedem ações de criminosos na zona Norte

Barreiras itinerantes impedem …

 A fiscalização vem sendo feita diariament...

Foragido da justiça morre em confronto com a Rocam no Paço da Pátria

Foragido da justiça morre em c…

 Diogo Machado, mais conhecido como "Pesão...

Associação dos Cabos e Soldados da PM/RN entra com ação na justiça cobrando 13° salário dos associados

Associação dos Cabos e Soldado…

Mesmo após inúmeras reuniões com os representan...

Governo do RN prorroga estado de calamidade na saúde pública pela segunda vez

Governo do RN prorroga estado …

 Decreto determina a prorrogação por mais ...

Cinco são presos pulando muros após roubo a motorista de aplicativo em Natal

Cinco são presos pulando muros…

 Prisões aconteceram na noite desta terça-...

Ministro Luiz Fux afirma em decisão que Lula é inelegível

Ministro Luiz Fux afirma em de…

 Para presidente do Tribunal Superior Elei...

Hot topics

Follow us