Operação do MP investiga formação de cartel e fraude em licitações em Parnamirim, RN; seis são presos

 Denominada Curto Circuito, operação investiga crimes de formação de cartel, fraude em licitações, corrupção ativa e passiva, peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

 

 O Ministério Público do Rio Grande do Norte deflagrou na manhã desta segunda-feira (11) uma operação denominada Curto Circuito. A investigação é contra crimes de formação de cartel, fraude em licitações, corrupção ativa e passiva, peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro em Parnamirim, na Grande Natal. Policiais civis e militares, por meio do Núcleo Especial de Investigações Criminais (Neic), participam da operação. Seis pessoas foram presas e 20 mandados de busca e apreensão cumpridos.

Cidade Luz

 Segundo o MP, a operação Curto Circuito é a quarta fase da operação Cidade Luz, deflagrada no dia 24 de julho de 2017 pela Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Natal, que investiga contratos firmados entre a Prefeitura de Parnamirim e uma empresa que presta serviços de manutenção da iluminação pública da cidade.

Blackout

 O esquema de cartel e fraude licitatória revelado em Natal também foi descoberto em Caicó, onde a 3ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público deflagrou a operação Blackout, no início de agosto de 2017. O objetivo foi aprofundar as investigações sobre contrato superfaturado de iluminação pública da Prefeitura de Caicó.

Alta Voltagem

 Já em novembro de 2017, o MPRN deflagrou a operação Alta Voltagem, que investiga o contrato de iluminação pública celebrado entre a Prefeitura de Macaíba e a empresa Enertec Construções e Serviços Ltda.

Curto Circuito

 A operação Curto Circuito conta com a participação de 22 promotores de Justiça e tem o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPRN e do MP de Pernambuco, além das PMs do RN e PE, e ainda da Polícia Civil potiguar.

 A investigação em Parnamirim aponta a existência de um ajuste empresarial vocacionado a monopolizar os contratos do Município na área de iluminação pública em conluio com agentes públicos encarregados das contratações. Há indícios de superfaturamento e pagamento de propina a servidores públicos da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Urbanos e da Secretaria de Finanças de Parnamirim.

 Pelo o que foi apurado pelo MP, o cartel vem atuando nas licitações em Parnamirim desde 2005.

 

Fonte: G1/RN

Mais Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
Ibope – RN, votos válidos: Fátima, 54%; Carlos Eduardo, 46%

Ibope – RN, votos válidos: Fát…

 Nos votos totais, Fátima Bezerra, do PT, ...

Pesquisa Ibope de 15 de outubro para presidente por sexo, idade, escolaridade, renda, região e religião

Pesquisa Ibope de 15 de outubr…

 Confira os números da pesquisa por segmen...

Pesquisa Datafolha de 10 de outubro para presidente por sexo, idade, escolaridade, renda, região, religião e cor

Pesquisa Datafolha de 10 de ou…

 Confira os números por segmento da primei...

Em eleição surpreendente e inovadora, Flávio de Beroi mostra sua força política.

Em eleição surpreendente e ino…

foto: Xuá do Agreste  Taxado como vendedor ...

Veja quem são os oito eleitos para a Câmara dos Deputados pelo Rio Grande do Norte

Veja quem são os oito eleitos …

 Benes Leocádio (PTC) é o mais votado, seg...

Confira os 24 deputados estaduais eleitos no Rio Grande do Norte

Confira os 24 deputados estadu…

 PSDB vai ocupar cinco das 24 cadeiras em ...

Jair Bolsonaro e Fernando Haddad decidirão eleição para presidente no segundo turno

Jair Bolsonaro e Fernando Hadd…

  Segundo turno está marcado para o próxim...

Capitão Styvenson (Rede) e Dra. Zenaide (PHS) são eleitos senadores pelo RN

Capitão Styvenson (Rede) e Dra…

 Styvenson Valentim despontava desde o iní...

Fátima Bezerra e Carlos Eduardo disputam segundo turno no RN

Fátima Bezerra e Carlos Eduard…

 Oito candidatos concorreram ao governo do...

Hot topics

Follow us