PF pede a quebra de sigilo telefônico de Temer, Moreira e Padilha

 Pedido foi feito no inquérito que apura suposto pagamento de propina de R$ 10 milhões combinado em jantar no Palácio do Jaburu, em 2014, segundo delação da Odebrecht.

 

 A Polícia Federal (PF) pediu a quebra do sigilo telefônico do presidente Michel Temer e dos ministros Eliseu Padilha (MDB-RS), da Casa Civil, e Moreira Franco (MDB-RJ), de Minas e Energia. O Palácio do Planalto disse que não vai comentar o pedido da PF.

 O pedido foi apresentado ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), relator do inquérito que investiga os três emedebistas dentro da Operação Lava Jato. O inquérito apura o suposto de pagamento de propina pela Odebrecht na Secretaria de Aviação Civil quando a pasta foi comandada pelo MDB, em 2014.

 Com o pedido de quebra de sigilo, a PF pretende rastrear telefonema do presidente e dos dois ministros em data próxima a um encontro no Palácio do Jaburu, residência oficial de Michel Temer, onde teria sido acertado o pagamento pela Odebrecht.

 De acordo com o depoimento do delator Cláudio Melo Filho, ex-executivo da Odebrecht, ao Ministério Público Federal (MPF), o presidente Michel Temer pediu, em 2014, R$ 10 milhões ao empreiteiro Marcelo Odebrecht.

 Segundo Melo Filho, quando Temer ocupava a Vice-Presidência da República, ele compareceu a um jantar no Palácio do Jaburu, com a participação de Marcelo Odebrecht, e do ministro Eliseu Padilha. Ainda de acordo com o delator, neste encontro Temer solicitou "direta e pessoalmente" a Marcelo Odebrecht apoio financeiro para as campanhas do MDB em 2014.

 Sobre esse assunto, o presidente já admitiu que houve o jantar, mas sempre disse que não falaram de valores. Quando este depoimento se tornou conhecido, o Palácio do Planalto divulgou nota informando que o presidente Michel Temer "repudia com veemência" o conteúdo da delação de Melo Filho.

Quebra de sigilo

 O inquérito que investiga o suposto pagamento dos R$ 10 milhões foi aberto no ano passado, mas Temer só foi incluído entre os investigados em março deste ano.

 A Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifestou contra o pedido da PF para quebra de sigilo telefônico do presidente. Porém, se manifestou a favor da quebra de sigilo dos ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha. Raquel Dodge considerou que não há indícios consistentes, até agora, contra o presidente para deferir a medida.

 No inquérito dos portos, em que Temer também é investigado, a PF pediu quebras de sigilos bancários. A PGR foi contra, mas o ministro Luis Roberto Barroso, relator do inquérito no STF, autorizou a quebra de sigilo do presidente Michel Temer, atendendo pedido da PF.

 No caso do inquérito sobre suposta propina da Odebrecht ao MDB, a decisão sobre a quebra de sigilo caberá ao ministro Fachin.

 

Fonte: G1

 

Mais Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
É #FAKE que pesquisa atual mostre popularidade recorde de Lula

É #FAKE que pesquisa atual mos…

 Dados sobre aprovação do ex-presidente sã...

Bombeiros filmam raro tornado de fogo na Inglaterra

Bombeiros filmam raro tornado …

 Fenômeno ocorre quando ar frio entra no t...

Dias Toffoli é eleito presidente do Supremo Tribunal Federal

Dias Toffoli é eleito presiden…

 Ministro sucederá a atual presidente, Cár...

Barreiras itinerantes impedem ações de criminosos na zona Norte

Barreiras itinerantes impedem …

 A fiscalização vem sendo feita diariament...

Foragido da justiça morre em confronto com a Rocam no Paço da Pátria

Foragido da justiça morre em c…

 Diogo Machado, mais conhecido como "Pesão...

Associação dos Cabos e Soldados da PM/RN entra com ação na justiça cobrando 13° salário dos associados

Associação dos Cabos e Soldado…

Mesmo após inúmeras reuniões com os representan...

Governo do RN prorroga estado de calamidade na saúde pública pela segunda vez

Governo do RN prorroga estado …

 Decreto determina a prorrogação por mais ...

Cinco são presos pulando muros após roubo a motorista de aplicativo em Natal

Cinco são presos pulando muros…

 Prisões aconteceram na noite desta terça-...

Ministro Luiz Fux afirma em decisão que Lula é inelegível

Ministro Luiz Fux afirma em de…

 Para presidente do Tribunal Superior Elei...

Hot topics

Follow us