Gilmar Mendes pede vista, e STF adia decisão sobre denúncia contra Agripino

 Durante a sessão, Lewandowski votou pelo acolhimento da denúncia.

 

 A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) adiou nesta terça-feira (8) a decisão sobre a denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República contra o senador José Agripino Maia (DEM-RJ).

 Durante a sessão, o ministro Ricardo Lewandowski chegou a votar pelo acolhimento da denúncia, mas, em seguida, Gilmar Mendes pediu vista, ou seja, mais tempo para analisar o processo.

 Na denúncia, a PGR aponta os crimes de lavagem de dinheiro, corrupção passiva e uso de documentos falsos.

 Agripino Maia foi acusado de ter aceitado e recebido vantagens indevidas de R$ 1,15 milhão de um empresário para execução de contrato para inspeção veicular ambiental em Natal.

 A ex-governadora do Rio Grande do Norte Rosalba Ciarlini, atual prefeita de Mossoró, também foi denunciada por supostamente ter ajudado o senador a obter vantagens indevidas. Sobre a acusação contra ela, Lewandowski votou pela rejeição da denúncia.

Prescrição

 Como Lewandowski apontou risco de prescrição dos crimes apurados no caso, Gilmar Mendes informou que levará o processo de volta para julgamento no prazo regimental.

 Esse prazo é a segunda sessão subsequente e, se for observado, o caso deverá ser retomado no próximo dia 22 de maio.

 Pela legislação, se a denúncia for recebida antes da prescrição dos crimes, o prazo começará a contar novamente, afastastando, na prática, a chance de os crimes não serem punidos.

Acusação x defesa

 Durante a sessão, a subprocuradora-geral Cláudia Marques afirmou, em nome da acusação, que há delações premiadas de duas pessoas no caso, o que, na avaliação do Ministério Público, justifica o recebimento da denúncia.

 O advogado Aristides Junqueira, que defende o senador, afirmou, por sua vez, que não há crimes, e que os delatores foram coagidos a fazer delação. Além disso, rebateu a acusação de uso de documentos falsos, acrescentando que a defesa apresentou os documentos contestados.

 "Só faltou a denúncia com relação a mim. Lamento muito e deixo por conta do meu colega de defesa a continuação da defesa do senador. Quero dizer que não é esse o Ministério Público que eu sonhei e que o Brasil precisa", disse Junqueira, procurador-geral da República no início dos anos 1990.

Autos 'sumiram'

 Depois do pedido de vista de Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski afirmou que parte dos autos referente o caso desapareceu, o que fez o gabinete levar tempo para obtenção de provas.

 "Os autos sumiram depois de homologada a colaboração. Tive que refazer parte, com muito esforço. Isso durou vários meses, só agora pude trazer o voto. Ouso lembrar que leve em consideração a proximidade da prescrição", disse o ministro.

 Segundo Lewandowski, a prescrição, ou seja, prazo após o qual não se pode haver mais punição, é em junho.

Fonte: G1/RN

 

Publicidade:

Mais Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
'Poder popular não precisa mais de intermediação', diz Bolsonaro no discurso da diplomação

'Poder popular não precisa mai…

 No discurso, Bolsonaro elogiou Justiça El...

Filho de Bolsonaro diz que não está decidido se Direitos Humanos seguirá como ministério

Filho de Bolsonaro diz que não…

 "Nem está decidido se realmente vai ter e...

Segunda Turma do STF decide nesta terça-feira se concede liberdade a Lula

Segunda Turma do STF decide ne…

 Defesa do ex-presidente apresentou novo p...

Árvore e Natal de Mirassol é acesa com programação cultural

Árvore e Natal de Mirassol é a…

 Com 112 metros de altura, estrutura tem c...

Guarda municipal e mulher são baleados em tentativa de assalto no litoral Sul do RN

Guarda municipal e mulher são …

 Crime aconteceu em Pirangi do Sul, nesta ...

Comerciante é assassinado a tiros na Zona Norte de Natal

Comerciante é assassinado a ti…

 Crime aconteceu na noite desta segunda-fe...

Robinson Faria é condenado por conduta vedada durante as eleições 2018 no RN

Robinson Faria é condenado por…

 Governador terá que pagar multa de R$ 7.5...

Marília Mendonça faz show surpresa em Natal

Marília Mendonça faz show surp…

 Cantora chegou à capital potiguar com a a...

Polícia Civil prende suspeito de matar mulher com tiros no rosto em Macaíba, RN

Polícia Civil prende suspeito …

 Crime aconteceu no dia 17 de setembro. Ví...

Hot topics

Follow us