Governo do RN decreta calamidade na Segurança Pública

Publicação saiu neste sábado (6) e é válida por 180 dias.

 

 O Governo do Rio Grande do Norte decretou estado de calamidade no sistema de Segurança Pública do Estado. De acordo com o decreto, datado desta sexta-feira (5) e publicado no Diário Oficial neste sábado (6), o motivo é a greve dos policiais civis e militares e o aumento da violência.

 “Considerando o aumento dos índices de violência decorrente da paralisação das atividades dos policiais militares e civis, consoante os dados expedidos pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social”, argumenta o governador Robinson Faria no decreto.

 De acordo com a publicação, enquanto perdurar a situação, ficam disponíveis para atendimento aos serviços necessários do Sistema de Segurança Pública todos os bens, serviços e servidores da Administração Pública Direta ou Indireta.

 Os órgãos da Segurança ficam autorizados a contratar "quaisquer serviços e bens disponíveis, públicos ou privados, com vistas ao reestabelecimento da normalidade no atendimento aos serviços de segurança pública".

 A vigência do decreto é de 180 dias a serem contados a partir deste sábado (6). O Rio Grande do Norte também está em situação de calamidade na Saúde Pública e no Sistema Prisional do Estado. No RN,153 cidades também estão em situação de emergência por causa da seca.

Onda de violência

 O estado passou por uma onda de arrombamentos, durante uma greve de policiais militares, civis e do Corpo de Bombeiros, iniciada no dia 19 de dezembro de 2017. Vários arrombamentos e assaltos foram registrados nos primeiros dias. A Justiça considerou o movimento ilegal e determinou o retorno dos policiais ao trabalho, bem como a prisão de militares que incentivassem a paralisação, mas as categorias permaneceram em greve. Ninguém foi preso até o momento.

 Para reforçar a segurança do estado, o governo federal enviou 2,8 mil homens das Forças Armadas. Desde a chegada dos militares, na sexta-feira (29), houve redução do registros da crimes no estado, segundo o comandante da operação Potiguar III, general Rinauto Fernandes.

 

Fonte: G1/RN

Mais Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
Bandidos fazem famílias reféns e com caminhão roubam vacas, ovelhas e galinhas em granja

Bandidos fazem famílias reféns…

 Crime aconteceu na manhã de quarta-feira ...

TRF-5 mantém Fernandinho Beira-Mar sem contato físico com visitas e outros detentos

TRF-5 mantém Fernandinho Beira…

 Com a determinação desta terça-feira (16)...

Polícia confirma morte de quatro criminosos após confronto

Polícia confirma morte de quat…

 Troca de tiros aconteceu no fim da tarde ...

Emparn registra chuvas em Natal e mais 29 cidades do interior potiguar

Emparn registra chuvas em Nata…

 Maior precipitação deste fim de semana ac...

Potiguar é destaque no The Voice Kids cantando Cazuza em ritmo de reggae

Potiguar é destaque no The Voi…

 Ao som de "O tempo não para", Gabriel Cir...

Acidente envolvendo ambulância do Samu de Nova Cruz deixa uma vítima fatal

Acidente envolvendo ambulância…

 A colisão aconteceu próximo a cidade de G...

Triplo-homicídio em São Miguel do Gostoso e duplo-homicídio em Nísia Floresta.

Triplo-homicídio em São Miguel…

 Corpos foram encontrados na manhã de hoje...

Bando invade cidade de Santo Antônio, ataca bancos, metralha base da polícia e toca terror na madrugada.

Bando invade cidade de Santo A…

 Ataques aconteceram na madrugada desta se...

Arquidiocese de Natal lança campanha para arrecadar alimentos para PMs em greve

Arquidiocese de Natal lança ca…

Campanha será lançada neste sábado (6) e arreca...

Hot topics

Follow us