Policial civil acusado de matar colega a tiros em Natal é inocentado

 Júri popular acatou tese da defesa de que o agente de Polícia Civil Tibério Vinicius Mendes de França matou o policial Iriano Feitosa sob forte emoção.

 

 O policial  civil Tibério Vinicius Mendes de França, acusado de ter matado a tiros o colega de profissão Iriano Serafim Feitosa, fato ocorrido em fevereiro do ano passado na Zona Sul de Natal, foi inocentado. Já na madrugada desta terça (12), o júri popular aceitou a tese da defesa que alegou que o policial, apesar de ter admitido o feito, o fez sob forte emoção. Diante da absolvição, a prisão preventiva de Tibério foi revogada e ele deve ser solto ainda nesta terça.

 

 O julgamento, que começou na manhã da segunda (11), foi presidido pela juíza Eliana Alves Marinho, e aconteceu no Tribunal do Júri do Fórum Miguel Seabra Fagundes, no bairro de Lagoa Nova, na Zona Sul da capital potiguar.

 Durante os debates, o Ministério Público pediu a condenação do réu pelos crimes de homicídio qualificado (motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima) no caso de Iriano, e também por tentativa de homicídio (igualmente qualificado por motivo fútil e impossibilidade de defesa) contra a mulher de Iriano, a advogada Ana Paula da Silva Nelson, que também foi baleada. Ela, que estava no carro junto com o marido, foi socorrida e escapou do atentado ferida na perna esquerda e no tórax.

 A defesa, por sua vez, sustentou a tese de homicídio privilegiado e homicídio tentado privilegiado, que ocorrem quando é praticado sob o domínio de uma compreensível emoção violenta, compaixão, desespero ou motivo de relevante valor social ou moral, que diminuam sensivelmente a culpa do homicida.

 Durante seu depoimento no júri popular, Tibério de França afirmou que cometeu o assassinato porque sofria perseguição na Polícia Civil, por denunciar esquemas de um núcleo criminoso dentro da instituição, no qual Iriano faria parte.

 

 O crime

 Iriano foi morto a tiros no dia 3 de fevereiro de 2016 no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal. Ele e a mulher dele passavam de carro pela Av. Xavantes quando foram atacados. “Esse policial (Tibério França) se aproveitou de um descuido do meu marido. Ele se aproximou sozinho em uma moto e, sem parar, efetuou vários disparos”, relatou a esposa, a advogada Ana Paula Nelson. O casal foi socorrido, mas Iriano morreu logo após dar entrada no Pronto-Socorro Clóvis Sarinho.

 Tibério foi preso no dia 22 de março do mesmo ano, mas conseguiu fugir da prisão em junho. Ele acabou sendo recapturado no mês seguinte no município de Cabrobó, no sertão de Pernambuco.

 

 

Ana Paula

 A advogada Ana Paula Nelson também está presa. Não pelo caso da morte do marido, mas por ser suspeita de envolvimento com uma facção criminosa investigada pela ‘Operação Medellín’, que foi deflagrada pelo Ministério Público e pela Polícia Civil em setembro do ano passado. Segundo as investigações, a advogada fazia parte de uma quadrilha de traficantes. Além do comércio de drogas, o bando também cometia crimes de lavagem de dinheiro e ocultação de bens e valores.

 Segundo o advogado Arsênio Pimentel, que faz a defesa de Ana Paula, até o presente momento ela continua detida “aguardando fixação de competência para julgamento que, a princípio, está para ser analisado pelo juízo da 4ª Vara Criminal Natal”.

 

Fonte: G1/RN

Mais Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
PM prende quadrilha suspeita de assaltar postos de combustíveis na Grande Natal

PM prende quadrilha suspeita d…

 Prisão aconteceu na noite desta terça-fei...

Governo do RN confirma concurso para PM; Fórum de Segurança discorda da quantidade de vagas e nível exigido

Governo do RN confirma concurs…

 Edital deve ser publicado até o final de ...

Operação de combate ao tráfico de drogas faz prisões na Grande Natal

Operação de combate ao tráfico…

 Esta é a 6ª fase da operação Arecê.

Após Fachin negar pedido de Temer, defesa quer que plenário do STF analise devolução da nova denúncia

Após Fachin negar pedido de Te…

 Nesta terça (19), relator da Lava Jato ne...

Resgate do Desfile Cívico movimentou a comunidade de Juriti na última quinta-feira (14/Set).

Resgate do Desfile Cívico movi…

 Há anos esquecido, o evento contou com as...

Marinha alerta para ondas de até 3 metros e ressaca no litoral do RN

Marinha alerta para ondas de a…

 Atenção deve ser redobrada neste final de...

Agente penitenciário reage a tentativa de assalto e é baleado

Agente penitenciário reage a t…

 Arma do agente falhou durante a reação.

Contador é morto com tiro no rosto durante assalto a residência

Contador é morto com tiro no r…

 Vizinho foi ver o que estava acontecendo ...

Adolescente grávida é agredida por namorado de 21 anos

Adolescente grávida é agredida…

 Polícia investiga também denúncia de que ...

Hot topics

Follow us