STJ nega pedido de liminar em habeas corpus de ex-ministro Henrique Alves

 Decisão foi monocrática do ministro Rogerio Schietti Cruz. 

 

 O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou pedido de liminar em habeas corpus impetrado pela defesa do ex-deputado e ex-ministro Henrique Eduardo Alves. Ele está preso em Natal preventivamente desde o dia 6 de junho por força de dois mandados de prisão: um da operaçãoManus e outro da operação Sépsis.

 O pedido de habeas corpus é referente à operação Sépsis, cujo processo que corre na 10ª Vara Criminal Federal do Distrito Federal. O mérito do pedido será julgado pela Sexta Turma, sob relatoria do próprio ministro Schietti.

 A operação Sépsis investiga esquema de pagamento de propina para liberação de recursos do Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS), administrado pela Caixa Econômica Federal. Já a operação Manus investiga corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro na construção da Arena das Dunas.

 Na operação Sépsis, Henrique Eduardo Alves é acusado de auferir valores ilícitos de empresas que receberam aportes milionários do FI-FGTS e de ter remetido esse dinheiro ilegal para contas no exterior. A decisão foi dada monocraticamente pelo ministro Rogerio Schietti Cruz.

 Em primeiro grau, o juiz decidiu pela prisão do acusado para evitar que ele pudesse movimentar, pessoalmente ou por meio de laranjas, as contas bancárias no exterior que ainda não foram identificadas, impedindo a possibilidade de bloqueio do dinheiro recebido ilicitamente.

 O Tribunal Regional Federal da 1ª Região manteve a decisão da primeira instância, ratificando o entendimento de que, se posto em liberdade, Henrique Eduardo Alves poderia trabalhar pela ocultação de ativos provenientes de atos criminosos.

 A defesa alegou que todas as contas existentes em nome do réu já foram bloqueadas e estão sendo investigadas também pelas autoridades suíças, o que tornaria impossível a reiteração delitiva.

Fundamentação

 Segundo Rogerio Schietti, a decisão de primeira instância mostrou, concretamente, os motivos que justificaram a necessidade de privação de liberdade: impedir a movimentação das contas no exterior que recebiam os depósitos ilícitos e garantir a ordem econômica. Além disso, também foi mencionada a periculosidade do réu, que responde a vários processos envolvendo graves delitos e grandes somas de dinheiro.

 O ministro disse que os argumentos apresentados pelo juiz federal afastam as alegações da defesa: “A leitura desses excertos da decisão objurgada permite concluir pela existência de fundamentação idônea a legitimar o decreto preventivo, a afastar, neste preliminar exame, a plausibilidade jurídica do direito tido como violado.”

 Ao indeferir o pedido de liminar, Schietti afirmou que a análise dos autos não permite vislumbrar constrangimento ilegal a ser sanado com medida de urgência.

 O ministro solicitou mais informações à Justiça Federal sobre os fatos alegados na petição inicial do habeas corpus, além da manifestação do Ministério Público Federal. O mérito do pedido será julgado pela Sexta Turma, sob relatoria do próprio ministro Schietti.

 

Fonte: G1/RN

Mais Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
Bandidos fazem famílias reféns e com caminhão roubam vacas, ovelhas e galinhas em granja

Bandidos fazem famílias reféns…

 Crime aconteceu na manhã de quarta-feira ...

TRF-5 mantém Fernandinho Beira-Mar sem contato físico com visitas e outros detentos

TRF-5 mantém Fernandinho Beira…

 Com a determinação desta terça-feira (16)...

Polícia confirma morte de quatro criminosos após confronto

Polícia confirma morte de quat…

 Troca de tiros aconteceu no fim da tarde ...

Emparn registra chuvas em Natal e mais 29 cidades do interior potiguar

Emparn registra chuvas em Nata…

 Maior precipitação deste fim de semana ac...

Potiguar é destaque no The Voice Kids cantando Cazuza em ritmo de reggae

Potiguar é destaque no The Voi…

 Ao som de "O tempo não para", Gabriel Cir...

Acidente envolvendo ambulância do Samu de Nova Cruz deixa uma vítima fatal

Acidente envolvendo ambulância…

 A colisão aconteceu próximo a cidade de G...

Triplo-homicídio em São Miguel do Gostoso e duplo-homicídio em Nísia Floresta.

Triplo-homicídio em São Miguel…

 Corpos foram encontrados na manhã de hoje...

Bando invade cidade de Santo Antônio, ataca bancos, metralha base da polícia e toca terror na madrugada.

Bando invade cidade de Santo A…

 Ataques aconteceram na madrugada desta se...

Arquidiocese de Natal lança campanha para arrecadar alimentos para PMs em greve

Arquidiocese de Natal lança ca…

Campanha será lançada neste sábado (6) e arreca...

Hot topics

Follow us